terça-feira, 12 de julho de 2011

A norma de eficiência energética ISO 50001

ISO publica seu padrão normativo em Sistemas de Gestão da Energia - ISO 50001:2011 



ISO 50001

Como uma resposta ao aquecimento global, bem como o surgimento de mais e mais políticas para conduzir à eficiência energética, espera-se que as organizações melhorem seu uso da energia. Sendo também uma questão de custo e competitividade, a economia da energia é normalmente a primeira alavanca para mitigar a mudança climática, tanto em termos de impacto, como de facilidades de implantação.

A busca pela melhora na eficiência do uso da energia pode contribuir tanto para o desenvolvimento de fontes alternativas, energias renováveis de baixa emissão de carbono e também para incentivar projetos de captura e armazenagem de carbono, todos trabalhando em conjunto para a redução das emissões de gases do efeito estufa.

Nas últimas décadas, levando em conta o crescente conforto das residências mundo afora a um custo relativamente baixo, a eficiência energética nem sempre esteve no topo das preocupações. O consumo da energia geralmente é medido somente na fatura da energia e raramente é profundamente entendido e precisamente controlado, dificilmente aperfeiçoado e quase nunca pensado em termos de consumo planejado com uma visão que é possível reduzir investimentos e custos através do uso econômico e inteligente da energia.

Baseados em normas existentes (tais como a norma européia EN 16001), a ISO desenvolveu uma nova norma, a ISO 50001:2011, para orientar as empresas na solução dessas questões, reduzindo custos ao mesmo tempo em que reduz seu impacto na natureza e na sociedade.

Uma organização que seguir os requisitos da norma implantará uma prática de eficiência energética que poderá, sem dúvida, possibilitar a economia da energia e custos. Nossa experiência estima uma redução de 15 a 30% do consumo da energia no primeiro ano da plena implantação da norma, dependendo do setor de atividade ou maturidade da prática de eficiência energética da organização.

Alguns exemplos de práticas recomendadas na ISO 50001:2011:

· Implantar uma política de Gestão da Energia na organização, definindo papéis, responsabilidades e competências dos funcionários envolvidos para obter sua conscientização e assegurar seu compromisso;

· Definir um padrão de uso e consumo da energia para fazer um diagnóstico do consumo passado, presente e futuro, compreendendo os fatores relevantes que influenciam o consumo da energia para atuar com mais eficácia sobre eles;

· Implantar um plano de medição da energia e revisão freqüente das oportunidades para a economia da energia, garantindo que a empresa esteja no caminho ideal.

Estas práticas de gerenciamento exigidas pela implantação da norma foram projetadas para serem integradas a outros sistemas de gestão, tais como a ISO 9001 ou ISO 14001, sendo parte dos principais processos de gestão da organização, garantindo seu sucesso.

Pioneiro na questão do gerenciamento da energia, o Bureau Veritas Certification possui equipe local que fazem parte do time global de mais de 60 especialistas prontos para oferecer treinamento, “Gap Analysis” ou auditorias de certificação, para possibilitar que sua empresa inicie e obtenha o ganho máximo de suas práticas energéticas, em todo o mundo.

Para informações adicionais, por favor, entre em contato com o escritório do Bureau Veritas mais próximo de você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar!

Às Estrelas


The Most Astounding Fact
O Fato Mais Importante (Legendado)

PET



Medicamentos - Descarte Consciente


Google Street View - Dados cartográficos

A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.