segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Embalagens biodegradáveis através de bactérias existentes nas águas dos rios

Universidade do Amazonas investiga possibilidade de criar embalagens a partir das águas dos rios

Universidade do Amazonas investiga possibilidade de criar embalagens a partir das águas dos rios

As bactérias existentes na água dos rios têm capacidade de produzir biopolímeros, que podem ser usados para a criação de embalagens biodegradáveis, de acordo com o projecto “Potencial de Bactérias dos Rios Negro, Solimões e Madeira na Produção de Biopolímeros”, da Universidade Estadual do Amazonas, no Brasil.

Os micro-organismos presentes nos rios da bacia hidrográfica da Amazónia estão a ser investigados há cerca de ano e meio, sendo que a equipa de cientistas responsável pelo projecto garante que a qualidade das embalagens criadas a partir destes polímeros não seria em nada diferente das comuns, de plástico. Contudo, o preço seria 40% superior.

Apesar de serem mais caras, as embalagens biodegradáveis são a melhor aposta no que tange a à relação custo/benefício, uma vez que levam apenas até seis meses a decomporem-se, caso os resíduos sejam tratados da forma correta. Já as de plástico, produzidas através de derivados de petróleo, levam entre 200 a 800 anos para desaparecer.

Às Estrelas


The Most Astounding Fact
O Fato Mais Importante (Legendado)

PET



Medicamentos - Descarte Consciente


Google Street View - Dados cartográficos

A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.