domingo, 21 de agosto de 2011

Coica - Saberes ancestrais, povos e vida plena em harmonia com as florestas.


Indígenas de nove países amazônicos trocam conhecimentos e experiências sobre mudanças climáticas, floresta e saberes ancestrais

Evento deverá estabelecer compromissos políticos e ações para a conservação e o uso sustentável das florestas na bacia amazônica e América Latina

A Coordenadora das Organizações Indígenas da Bacia Amazônica (COICA) realiza de 15 a 18 de agosto em Manaus a Primeira Cúpula Regional Amazônica: Saberes ancestrais, povos e vida plena em harmonia com as florestas. O encontro reunirá representantes de povos indígenas dos nove países da Amazônia, representantes desses governos, organismos internacionais e sociedade civil da região amazônica e de países do Hemisfério Norte para a troca de conhecimentos e experiências entre os diferentes atores sobre os conhecimentos ancestrais, mudanças climáticas, conservação e uso sustentável das florestas. O objetivo do evento é estabelecer compromissos políticos e ações práticas para a conservação e o uso sustentável das florestas na bacia amazônica e América Latina.

A Cúpula pretende valorizar as sabedorias ancestrais e o conhecimento de seus povos, para encontrar estratégias frente às mudanças climáticas e transmitir ao mundo sua maneira de compreender e preservar a natureza, assim como a segurança alimentar e medicinal dos povos indígenas e das populações que dependem da floresta amazônica.

Povos indígenas e negociações internacionais

Os participantes da Primeira Cúpula Regional Amazônica terão a chance de discutir e avaliar os avanços e desenvolvimentos das Conferências do Clima da ONU, com o intuito de elaborar propostas de consenso a serem levadas para a COP 17, que acontecerá em dezembro de 2011 em Durban, na África do Sul e na Conferência da Terra (Rio + 20), junho de 2012, no Rio de Janeiro. O foco das propostas serão os direitos dos povos indígenas no contexto da vida plena em harmonia com a floresta e das mudanças climáticas. 

Os representantes dos povos indígenas e dos organismos oficiais avaliarão os impactos positivos e negativos do Protocolo de Nagoya sobre Acesso a Recursos Genéticos e a Repartição Justa e Equitativa dos Benefícios Advindos de sua Utilização (ABS, na sigla em inglês) adotado no marco da Convenção sobre Diversidade Biológica da ONU (CDB), realizada em outubro de 2010 em Nagoya, Japão. 

O Brasil foi um dos primeiros países a ratificar o protocolo, em fevereiro de 2011. A adequação da Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas e aplicação da Declaração 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), são os principais documentos em defesa dos direitos dos povos indígenas no âmbito internacional também serão temas de discussão durante o evento em Manaus.

Os povos da região também esperam que durante o encontro possam assegurar recomendações e compromissos políticos a serem encaminhados durante a Conferência Rio + 20, no ano que vem.


Fonte: COICA

As melhores entre 60 ideias inovadoras serão escolhidas para mudar o mundo, Telecom World


A União Internacional de Telecomunicações lançou competição global sobre o lema "Ideias que poderiam mudar o mundo?" e está incentivando a participação de jovens mulheres

Sessenta jovens inovadores vão poder apresentar a sua grande ideia para os líderes da indústria das telecomunicações no evento Telecom World, em Genebra em outubro deste ano.

A feira, organizada pela União Internacional de Telecomunicações, UIT, lançou uma competição global que dá aos jovens vencedores a oportunidade de participar num evento com especialistas da indústria da tecnologia da informação.

Quesitos de Avaliação

As propostas serão avaliadas nos quesitos inovação, viabilidade e capacidade de implementação . A seleção será feita pelos delegados da UIT por meio de votação online.

Além disso, os três vencedores de cada categoria vão receber um prêmio em dinheiro,no valor de mais de US$ 64 mil, o equivalente a cerca de R$103 mil, para ajudá-los a realizar os sonhos digitais.

Ideia Independente

Mentores da indústria também irão continuar a trabalhar com os seis vencedores após o evento de 24 a 27 outubro, para ajudá-los a transformar sua visão em realidade.

Para participar no concurso, os candidatos devem ter de 18 a 25 anos, e enviar a ideia, que deve ter sido desenvolvida de forma independente de qualquer projeto com o seu empregador atual.

Mulheres

A UIT está incentivando a apresentação de mulheres e jovens que ainda não entraram para o mercado de trabalho.

Os participantes são encorajados a apresentar ideias que contribuam para a sustentabilidade ambiental, melhoria do acesso à saúde e educação, acessibilidade digital ou o alívio da pobreza.

O prazo para inscrições é 15 de setembro deve ser feito através do site: http://world2011.itu.int/young-innovators


Autor: Yara Costa - Fonte: Rádio ONU

Governo de Sergipe investirá quase R$ 1 milhão na recuperação de nascentes

O termo de parceria foi assinado na manhã desta sexta, 19, entre o secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Genival Nunes, e o presidente da Sociedade Semear, Carlos Brito

Preocupado com a produção e a qualidade da água para o abastecimento humano, o Governo do Estado de Sergipe vai investir cerca de um milhão de reais em preservação de nascentes, com recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Funerh). O termo de parceria foi assinado na manhã desta sexta-feira, 19, entre o secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Genival Nunes, e o presidente da Sociedade Semear, Carlos Brito, durante café da manhã na Sociedade Semear.

O termo de parceria na ordem de R$ 985 mil foi assinado durante o lançamento da segunda etapa do projeto “Adote um Manancial”, que visa a recuperação de nascentes e matas ciliares localizadas às margens da sub-bacia hidrográfica do Rio Piauitinga, contemplando os municípios de Lagarto, Estância Boquim e Salgado. Contou com as presenças do prefeito de Lagarto, Valmir Monteiro, vereadores, secretários municipais de meio ambiente, autoridades envolvidas com a área ambiental e representantes do Ministério Público Estadual.

Após assinatura de termo de parceria do Projeto “Adote um Manancial”, o secretário Genival Nunes destacou o valor do projeto para a população. “Aparentemente a iniciativa do projeto é uma ação tímida e que não é sentida agora. Mas cuidando das nascentes, dos rios e das bacias por meio da ação de reflorestamento de matas ciliares estamos cuidando da transposição de águas que abastecem os municípios. Estamos cuidando da produção da água que sai das nascentes e chega à casa de todos, para ela não faltar no amanhã”, justificou Genival Nunes, enfatizando o compromisso do governador Marcelo Déda com o meio ambiente.

Idealizador do Projeto Adote um Manancial, financiado pela Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, através do Funerh, com o apoio da Sociedade Semear, Universidade Federal de Sergipe e Ministério Público Estadual, o promotor do Ministério Público Estadual da Comarca de Lagarto, Antônio César Leite, disse que estava satisfeito com a sensibilidade do governo do Estado para as questões ambientais.

“Fui inicialmente o idealizador do Adote um Manancial, projeto o qual temia apoio do poder público. Inevitavelmente, num encontro de ações ambientais, me deparo em um órgão ambiental estadual com pessoas sérias e tão comprometidas com a causa, que é de grande importância. Somente em Lagarto já é possível sentir o impacto causado pela degradação dos cursos d’águas que alimentam a bacia do Piauitinga. Antes o município recebia 80% de água daquele rio, hoje recebemos apenas 60%. E a situação do município de Boquim é pior ainda”, alerta o promotor público reafirmando a importância do projeto.

O projeto

Na segunda fase do Adote um Manancial, que terá duração de dois anos, de 2011 a 2013, serão plantadas próximas as nascentes dos quatro municípios receptores do Piauitinga (Boquim, Estância, Salgado e Lagarto) 15 mil mudas de árvores de espécies nativas. Serão cerca de 7.500 por ano a serem plantadas, numa área de seis quilômetros. Além das ações de recuperação florestal, serão ainda executadas ações de educação ambiental, comunicação e mobilização comunitária no sentido de preservação do meio ambiente.Segundo a superintendente de Biodiversidade e Florestas da Semarh, Valdineide Santana, a continuidade do projeto irá oportunizar um maior envolvimento dos gestores municipais e da população com a causa. “As ações serão potencializadas com o engajamento de todos, prefeitos, líderes comunitários e da comunidade. O melhor fluxo da água, a partir da conservação das nascentes, bem como ainda a qualidade da mesma, depende da sensibilização de todos”, explicou.Na primeira fase do Adote um Manancial, de 2008 a 2010, foram diagnósticas 137 nascentes entre os municípios de Lagarto, Salgado, Boquim e Estância- que são os municípios contemplados pela ação do projeto. Durante os três últimos anos, segundo revelou diagnóstico produzido pela UFS, 90% das nascentes estão degradadas. Ou seja, apenas 10% foram consideradas preservadas. Destas, apenas 86 nascentes foram recuperadas. Para esse trabalho, o Governo de Sergipe investiu exatos R$ 406 mil.

Workshop Brasil de Negócios e Biodiversidade promovido pelo Ministério do Meio Ambiente CDB, e Instituto LIFE, nos dias 30 e 31 de agosto


Evento, na cidade do Rio de Janeiro, discutirá a conservação da biodiversidade no meio empresarial, com a presença de autoridades e lideranças do setor.

Nos dias 30 e 31 de agosto, a cidade do Rio de Janeiro sediará o Workshop Brasil de Negócios e Biodiversidade. Organizado pela CDB - Conferência da Diversidade Biológica da ONU, Ministério do Meio Ambiente e pelo Instituto LIFE, com patrocínio da Petrobras, Grupo Boticário, Grupo EBX e ItaipuBinacional; e apoio da Posigraf, o evento faz parte de um amplo programa de engajamento da CDB voltado ao setor empresarial, com foco na conservação da biodiversidade.“A importância da conservação da biodiversidade precisa ser estimulada no meio empresarial, para que o setor comece a atuar com uma postura de preocupação maior ainda para com o meio ambiente. Com base neste cenário, assim como nas decisões da COP 10 de Nagóia, a CDB realiza o Workshop para estimular o setor a compreender o papel da Biodiversidade, as consequências do uso dos recursos naturais para a vida no planeta e entender a importância da inclusão da conservação na gestão empresarial e ter acesso às práticas já existentes no mercado”, avalia a secretária executiva Alice Alexandre, do Instituto LIFE - entidade brasileira do terceiro setor, que objetiva qualificar e reconhecer organizações públicas e privadas que desenvolvem ações favoráveis à conservação da biodiversidade. “Além disso, um dos principais objetivos do Workshop Brasil é o lançamento de ações de longo prazo que deverão aumentar a conscientização na comunidade empresarial, com o intuito de promover soluções criativas em prol da biodiversidade”, ressaltao diretor de Implementação e Suporte Técnico da CDB, Ravi Sharma.

Durante dois dias de intensa programação voltada à importância da biodiversidade para o setor de negócios, o programa do evento prevê também a apresentação de ações em prol da conservação já desenvolvidas pelo setor de negócios, assim como a troca de experiências e informações sobre práticas e ferramentas atuais que poderão auxiliar na incorporação da biodiversidade na gestão empresarial.

Na programação do Workshop, composta por palestras e painéis, estarão temas como perspectivas em negócios, ecossistemas e economia; experiências reais e melhores práticas; desafios para a inclusão da biodiversidade em diferentes setores; acesso e repartição de benefícios – Protocolo de Nagóia, considerado o maior pacto ambiental desde Kioto; ferramentas, indicadores e mecanismos voluntários de incentivo à empresas para a conservação da biodiverdidade, como por exemplo, a Certificação LIFE; entre outros.

Também entra em pauta no Workshop Brasil de Negócios e Biodiversidade o evento Rio +20 - Conferência das Nações Unidas em Desenvolvimento Sustentável, que será realizado em 2012, na cidade do Rio de Janeiro. Este evento pode ser considerado como continuação da Eco 92, marco na história socioambiental mundial que resultou numa série de documentos importantes, como por exemplo, a Agenda 21, documento assinado por 179 países naquela ocasião, texto chave com as estratégias que devem ser adotadas para a sustentabilidade. No Workshop, autoridades e lideranças vão levantar sugestões de pautas, temas e assuntos a serem discutidos durante a Rio+20.

Importantes lideranças representando o setor privado, estatais, governo e organizações não governamentais participam do encontro: o secretário de Biodiversidade e Florestas do Ministério do Meio Ambiente, Bráulio Dias; secretário executivo da Convenção da Diversidade Biológica, Ahmed Djoghlaf; diretor de Implementação e Suporte Técnico da CDB, Ravi Sharma.Thomas; presidente do Centro Heinz para Ciência, Economia e Meio Ambiente e membro do conselho diretor do LIFE, Thomas Lovejoy; secretária executiva do Instituto LIFE, Alice Alexandre; presidente do Conselho Deliberativo do FUNBIO e superintendente do Instituto Arapyaú, Pedro Leitão; presidente da Associação Brasileira de Ciência Ecológica e Conservação e professor do Instituto de Biologia da Unicamp, Thomas Lewinsohn; diretora executiva da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Malu Nunes; diretor executivo da Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental – SPVS, Clóvis Borges; membro do conselho diretor da ONG WWF – Brasil e presidente da Câmara Técnica de Desenvolvimento Sustentável e de Governança Metropolitana da cidade do Rio de Janeiro, Sergio Besserman Vianna; superintendente de planejamento e desenvolvimento, HSBC Seguros, Marcelo de Souza Monteiro; chefe da Divisão de Meio Ambiente do Ministério das Relações Exteriores, Paulino Franco de Carvalho Neto; representantes da Petrobras, Itaipu Binacional; entre outros.

.[ Workshop Brasil de Negócios e Biodiversidade, dias 30 e 31 de agosto de 2011,no Hotel Windsor Atlântica – Rio de Janeiro (RJ). Mais informações e inscrições no site http://www.institutolife.org.br/workshop.aspx ou no email workshop@institutolife.org | Telefone (41) 3253-7884].

Às Estrelas


The Most Astounding Fact
O Fato Mais Importante (Legendado)

PET



Medicamentos - Descarte Consciente


Google Street View - Dados cartográficos

A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.