quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Tubarões no limite

Tubarões no limite: Precisamos salvar os tubarões do Brasil do tráfico internacional de barbatanas

Como resultado de uma demanda crescente por um prato gourmet asiático, a sopa de barbatana de tubarão, mais de 73 milhões de tubarões são mortos a cada ano para o comércio internacional de barbatanas, inclusive no Brasil, sendo que esse número pode chegar a 100 milhões incluindo as capturas não reportadas pelos governos.


Tubarões no limite: Precisamos salvar os tubarões do Brasil do tráfico internacional de barbatanas

© Divers for Sharks

© Divers for Sharks

José Truda Palazzo Jr.

Os tubarões têm nadado nos mares de nosso planeta por mais de 400 milhões de anos. Nesse imenso tempo, eles sobreviveram a muitos eventos de extinção em massa, mas não estavam preparados para enfrentar as ameaças dos impactos humanos sobre eles. Muitas de suas características biológicas como crescimento lento, reprodução tardia e produção de poucos filhotes fazem deles espécies particularmente vulneráveis à sobrepesca e dificultam sua recuperação quando dizimadas.

O turismo é uma das atividades mais importantes para a economia do Brasil. Segundo o WTTC, Conselho Mundial de Turismo, apenas em 2007 este setor global teve um lucro de R$ 184 bilhões. A indústria turística é um dos segmentos que mais emprega no país, sendo responsável por um em cada onze empregos. Com um enorme mar jurisdicional e uma costa de cerca de 8000 Km, atividades como surfe, pesca esportiva, mergulho recreativo e observação de baleias contribuem grandemente para a economia turística. Os tubarões são parte disso, sendo um dos mais importantes atrativos buscados por mergulhadores recreativos, os quais muitas vezes pagariam mais para mergulhar em locais onde se encontrem tubarões. Estudos demonstram que um só tubarão de recife pode valer cerca de US$ 250.000,00 ao longo de sua vida se utilizado para o turismo de mergulho; se pescado, o mesmo tubarão renderia apenas US$ 50-60. Os tubarões são comprovadamente mais valiosos vivos do que mortos, demonstrando a importância de protegê-los como parte de nosso inestimável patrimônio natural marinho.

© Divers for Sharks

© Divers for Sharks

Como resultado de uma demanda crescente por um prato gourmet asiático, a sopa de barbatana de tubarão, mais de 73 milhões de tubarões são mortos a cada ano para o comércio internacional de barbatanas, inclusive no Brasil, sendo que esse número pode chegar a 100 milhões incluindo as capturas não reportadas pelos governos. A Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da União Mundial para a Conservação (IUCN) inclui o alerta de que 30% de todas as populações de arraias e tubarões do planeta estão ameaçadas ou quase ameaçadas de desaparecer.

No Brasil ações judiciais recentes do Instituto Justiça Ambiental - IJA estão expondo as empresas criminosas que traficam barbatanas de tubarões do Brasil para a Ásia ilegalmente - toneladas e toneladas representando a matança de centenas de milhares de tubarões já foram apreendidas. Mas pior ainda é saber que o Ministério da Pesca e Aquicultura autoriza a exportação LEGAL de barbatanas do Brasil para os países asiáticos. Apesar de existir uma proibição, os pescadores matam os tubarões em alto-mar, arrancam suas barbatanas e os devolvem ainda vivos à água para uma morte lenta e cruel, e o desperdício total de sua carne, para guardar espaço nos porões para as barbatanas cujo preço é mais elevado. Um crime que se beneficia da total ausência de fiscalização efetiva da pesca industrial no mar brasileiro.

© Divers for Sharks

© Divers for Sharks

A perda dos tubarões pode causar danos devastadores e irreversíveis aos oceanos - e às atividades econômicas como o mergulho recreativo que se beneficiam diretamente da existência de ambientes marinhos saudáveis. Sendo predadores de topo de cadeia nas teias alimentares marinhas, os tubarões ajudam a manter o equilíbrio da vida nos oceanos. Eles regulam a diversidade e abundância de espécies sobre as quais predam, inclusive diversas espécies de peixes de grande valor comercial. Ademais, os tubarões ajudam a manter saudáveis os seus ambientes, incluindo pradarias de gramíneas marinhas e recifes de coral. Declínios de populações de tubarões resultam comprovadamente em efeitos-cascata de degradação dos ecossistemas marinhos.

Tubarões no Brasil: O que precisamos fazer

© Divers for Sharks

© Divers for Sharks

O tempo urge! Para proteger os tubarões contra a extinção, precisamos agir agora mesmo. Em 2010, a Divers for Sharks - Mergulhadores pelos Tubarões, uma iniciativa internacional sediada no Brasil, foi criada para ajudar nesse esforço. A Divers for Sharks tem como objetivo mobilizar a comunidade internacional de mergulho, incluindo seus empresários, para ajudar a salvar da extinção esses animais tão importantes para os ecossistemas marinhos.

Venha ajudar-nos hoje mesmo a reverter o declínio dos tubarões rumo á extinção, e contribua para restaurarmos a saúde dos oceanos!

  • Visite a página da Divers for Sharks no Facebook para saber mais sobre nossa campanha global e ler novidades sobre a conservação dos tubarões:www.facebook.com/diversforsharks;

  • Não compre carne ou produtos de tubarão, também vendidos geralmente sob o nome de “cação”;

  • Divulgue essas informações na sua comunidade e ajude-nos a mobilizar mais pessoas em defesa dos tubarões, informando-as sobre a sua importância ecológica e econômica.

Obrigado por seu interesse e participação!

Notícias relacionadas

Shiver trailer - shark finning in Mozambique

Globo Amazônia - Fiscalização apreende 1.400 quilos de barbatanas de tubarão no Pará

G1 - Pescadores são multados por venda ilegal de barbatanas de tubarões

Jornal Hoje - Pescadores retiram barbatanas de tubarões e descartam resto do peixe

BBC Brasil - Consumo na China levou à matança de 280 mil tubarões no Brasil, diz ONG

Barbatana de tubarão - Fotos Tráfico internacional de animais - Revista National Geographic Brasil


Publicado por Fabiano Barretto. Categoria: Global News

Discovery Channel - Cortando as barbatanas



Às Estrelas


The Most Astounding Fact
O Fato Mais Importante (Legendado)

PET



Medicamentos - Descarte Consciente


Google Street View - Dados cartográficos

A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.