sábado, 27 de dezembro de 2014

Fundação recebe voluntários que querem ser guardiões da natureza


São diversas as formas de contribuir voluntariamente.

Uma oportunidade para doar o tempo, trabalho e talento em ações que beneficiem a conservação do meio ambiente foi aberta pelo Programa de Voluntariado da Fundação Florestal. Por meio dele, é possível atuar em unidades de conservação (UC) paulistas, como parques, florestas estaduais, áreas de proteção ambiental, estações ecológicas e outros.

Podem participar do programa, cidadãos brasileiros maiores de 14 anos (menores de 18 anos precisam da autorização dos responsáveis legais); cidadãos estrangeiros, desde que devidamente regularizados; pessoas jurídicas que atuem na conservação e preservação ambiental, bem como de desenvolvimento social e econômico.


São diversas as formas de contribuir voluntariamente, prestando informações e apoio aos visitantes; desenvolvendo projetos de educação ambiental e pesquisa; monitorando e fazendo a manutenção de trilhas, atrativos e instalações; desenvolvendo trabalhos administrativos; participando de grupos de busca e salvamento ou grupos de combate a incêndios; prestando suporte às comunidades do interior e/ou entorno das UCs; em ações de recuperação de áreas degradadas, entre outras atividades.

Quem administra essas áreas é a Fundação Florestal, vinculada à Secretaria de Estado do Meio Ambiente. São 95 UCs terrestres e marinhas, somando uma área com mais de 4,5 milhões hectares. Estas áreas são de grande importância para a preservação das riquezas naturais do Estado de São Paulo.

Como participar?

Os interessados em participar do Programa de Voluntariado da Fundação Florestal devem acessar o hotsite do programa neste link, preencher os formulários e enviá-los por e-mail para o email: voluntariado@fflorestal.sp.gov.br, com cópia para o e-mail da Unidade de Conservação onde pretendem atuar. Aqui, você confere as unidades de conservação onde é possível atuar.

Para saber mais, entre em contato com a Gerência de Recursos Humanos da Fundação Florestal, pelo telefone: (11) 2997-5013, falar com José Ricardo de Souza.

sábado, 13 de dezembro de 2014

“O Brasil da Pré-História: o mistério do Poço Azul” (Vídeo documentário)




Lançado em 2007, o documentário de Tulio Schargel e Maurício Dias, produzido pela Mixer, narra a aventura de uma equipe internacional de paleontólogos em busca do maior representante da fauna brasileira extinta: a preguiça gigante pré-histórica, no fundo de uma caverna subaquática, localizada na região da Chapada Diamantina, interior da Bahia.

Junta, a equipe desvenda uma "mina de ouro" paleontológica, trazendo de volta à vida novas espécies da megafauna. Tatus gigantes, tigres-dentes-de-sabre, mastodontes e outros animais foram trazidos de volta à vida graças à computação gráfica 3D.

A caverna surpreendeu os paleontólogos. Entre os mais de 4 mil ossos coletados estão 45 espécies diferentes de animais extintos, assim como de representantes da fauna ainda existente. Em meio a enorme quantidade de ossos, foram identificadas duas espécies de preguiças terrícolas totalmente novas para a ciência, além de um exemplar completo da preguiça gigante.




De acordo com estudos, há mais de 11 mil anos fósseis de uma fauna extinta guardam segredos que podem ajudar a entender a pré-história do continente americano. Assim, este mergulho no passado revela segredos de uma fauna de gigantes já extintos e que pode ajudar a reescrever o Brasil da Pré-História.

O documentário estreou em agosto de 2007 na CBC, canal de TV canadense, e foi exibido em mais de 50 países antes de estrear na TV brasileira, o que só aconteceu em maio de 2011. Mesmo assim, foi exibido apenas na TV por assinatura.

O filme já foi agraciado com três prêmios internacionais: o Prêmio Especial de Júri para divulgação cientifica (Espanha), em 2009; Golden Dragon Award (China), em 2008; e Medalha de Ouro no AMIF (França), em 2007.



Trailer

Documentário - O Pantanal (The Pantanal HD)




Pantanal Selvagem

O coração da América do Sul esconde um remoto e secreto mundo, um paraíso violento. Secas e enchentes devastadoras dão forma à vida das exóticas criaturas que lutam pela sua sobrevivência. Em uma área dez vezes maior que os Everglades da Flórida, o Pantanal está no coração do Brasil. A área parece idílica, mas a vida aqui é difícil. Quando a enchente anual começa a baixar, o Pantanal brasileiro torna-se território de grandes felinos. As batalhas entre onças-pintadas e jacarés acontecem em um cenário com todos os mais extremos elementos da Terra. Animais de terra devem lutar por sua chance para comer, conhecer e reproduzir-se.. Lar de alguns dos animais silvestres mais raros do mundo, tal como o uacari, o local é um dos maiores refúgios do Planeta para espécies como a onça, a águia-harpia e o peixe-boi.

Berço da VidaMilhares de quilômetros de floresta densa escondem um mundo de histórias extraordinárias de adaptação e sobrevivência. Peixes que podem saltar um metro fora da água para apanhar sua presa, tatus que nadam pela floresta inundada, rãs com pele tóxica e flores que capturam besouros para trocar de sexo da noite para o dia. Relações atípicas se desenvolveram no Pantanal. Uma árvore troca comida e abrigo pela proteção de formigas que lutam até a morte quando a árvore é atacada.

Mas o Pantanal está ameaçado. O impacto do ser humano neste mundo natural já o alterou drasticamente. Grandes predadores são essenciais para o equilíbrio da floresta como um todo. Os cientistas tentam estudar a furtiva e pouco conhecida onça.

Surpreendentes imagens dos seres vivos que habitam o Pantanal:
Brasil Secreto, PantanalBrasil Secreto, Pantanal




Surpreendente documentário HD produzido pela Rede Globo e suas afiliadas para o programa semanal da emissora Globo Repórter, O Pantanal, uma das maiores riquezas naturais do Brasil, situado na Região Mato-Grossense e em parte do Norte, o Pantanal guarda uma biodiversidade enorme e encantadora, em meio a Sucuris, Crocodilos e Ariranhas

Às Estrelas


The Most Astounding Fact
O Fato Mais Importante (Legendado)

PET



Medicamentos - Descarte Consciente


Google Street View - Dados cartográficos

A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.