sábado, 23 de junho de 2012

Edgar Morin, cacique Raoni e Marina Silva se unem para defender as florestas

Quando a fraternidade é real, os espíritos se confraternizam


Filósofo francês participou de debate organizado pelo Centro de Desenvolvimento Sustentável ao lado do cacique Raoni e da ex-ministra Marina Silva

O filósofo francês Edgar Morin pediu a proteção dos povos e comunidades tradicionais, especialmente na Amazônia, durante o workshop “A Terra está inquieta”, organizada por professores do Centro de Desenvolvimento Sustentável (CDS) da Universidade de Brasília. “O humanismo reservado aos conquistadores não é humanismo. Tem que estar relacionado à diversidade de pessoas no mundo. Sem isso, é uma visão mutilada”, disse, em português.

“Todos os humanos formam uma comunidade de destino, uma Terra pátria, e nós somos filhos da Terra, de uma evolução biológica. Filhos do sol, porque sem os raios de sol não existe nenhuma possibilidade de vida. A humanidade é a diversidade de todas as culturas”, refletiu, endossando o coro do cacique Raoni, também presente à mesa de debate, ao lado de Marina Silva, ex-ministra do Meio Ambiente.

Uma das lideranças indígenas de maior notoriedade internacional, Raoni apelou diretamente à presidente Dilma Rousseff para proteger as florestas. “Os jovens têm que falar para a Dilma respeitar floresta, rio, terra, senão teremos muito frio, muito sol, pouca sombra, muito vento”, afirmou. Em seguida, Raoni divertiu a plateia ao revelar que tivera um dia cansativo e que terminaria sua fala. Já passava das 21h.

Mariana Silva defendeu diretrizes claras para o desenvolvimento sustentável, independentemente dos governos. “É preciso que a gente tenha uma ferramenta política. Sustentabilidade tem de ser cultural e o termo de referência é: energia limpa e segura, diminuição da intensidade do uso de materiais a partir dos quais produzimos os nossos bens. Não dá para ter a mesma quantidade de emissão de CO²”, exemplificou.


A ex-ministra afirmou que a humanidade vive múltiplas crises: econômica, social, ambiental e política. “Quando uma crise é constituída de múltiplas crises, é uma crise civilizatória. Não tem como ser enfrentada por uma pessoa, um partido, uma universidade, mas por uma humanidade. Em uma crise civilizatória, não há uma liderança, há várias”, pontuou.

Sobre o aspecto político da crise, Marina não poupou críticas ao novo Código Florestal. “É uma ética de circunstâncias, o poder pelo poder, o dinheiro pelo dinheiro. Estamos sacrificando recursos de milhares de anos por lucros de algumas décadas, quando destruímos a base legal que sustenta a proteção de nossa biodiversidade”, disparou.


Pedro Rafael Ferreira - Da Secretaria de Comunicação da UnB

2 comentários:

  1. Olá Mauricio!

    Os meus Parabéns pelo teu blog. Havia de haver mais pessoas com a tua sensibilidade e consciência, para motivar as pessoas para salvar a nossa Mãe Terra. PARABENS!
    Eu também tento fazer a minha parte, tento fazer as pessoas terem mais consciência. Não é fácil, mas tenho como lema o verbo: "Nunca Desistir". Pessoalmente, faço reciclagem, procuro não gastar papel desnecessariamente. Para escrever um recado, aponto-o no telemóvel, ou no computador e envio-o como mensagem e por e-m@il. Tento assim, poupar energia e água.

    Obrigada por te teres tornado Seguidor do meu blog: http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com/

    Também eu já me tornei Seguidora dos teus 2 blogs. Gostaria de saber se fazes parceria com outros blogs e no caso de a resposta ser afirmativa, gostava de saber se estás aberto em fazer parceria com o meu?

    Obrigada, aguardo uma resposta.

    Um abraço,

    Cris Henriques
    Blog: http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Muito bom mesmo seu blog, será um prazer divulga-lo assim que postar trago o link.
    Quanto a postagem somente quando os governantes pensarem como um todo, no bem do próximo e no bem estar do planeta algo vai mudar, enquanto em todas as ações só visarem seus bolsos o mundo vai continuar gemendo.

    ResponderExcluir

Obrigado por participar!

Às Estrelas


The Most Astounding Fact
O Fato Mais Importante (Legendado)

PET



Medicamentos - Descarte Consciente


Google Street View - Dados cartográficos

A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.