quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Projeto Rede Densa no Jardim Botânico de Manaus

Medindo o movimento dos continentes


Pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), de São José dos Campos (SP),  instalaram no local um medidor de temperatura, umidade e pressão, cujos dados serão usados para melhorar a previsão do tempo em Manaus. O aparelho instalado no Jardim Botânico de Manaus,  também ajudará os pesquisadores a monitorarem a movimentação do continente americano. 

O Jardim foi escolhido para abrigar a pesquisa por reunir qualidades essenciais para seu sucesso: segurança, facilidade de acesso e a possibilidade de instalar o instrumento em área com boa visibilidade do céu. O aparelho deve ficar no Jardim por seis meses.

A iniciativa faz parte do projeto Rede Densa, estudo nacional que, no Amazonas, é realizado em parceria pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA), o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), e o Inpe. O objetivo é entender, entre outros aspectos, como se dá a formação de nuvens e como isso influencia o clima e o tempo na região. 

No Brasil já são mais de 100 pontos fazendo esse tipo de medida”, conta Irani Inácio de Pádua, meteorologista da Divisão de Geofísica Espacial do Inpe, que acompanhou a instalação do equipamento no JB.

“Sabemos que o continente se move cerca de 20 centímetros por ano. Pode parecer pouco, mas para empresas como as petrolíferas, este é um dado importante, que ajuda, por exemplo, no posicionamento da tubulação de escoamento do petróleo”, diz Irani.

RESERVA FLORESTAL ADOLPHO DUCKE

Localizada no Km 26 da Estrada Manaus-Itacoatiara (AM-010), esta reserva tem 10.072 ha. e serve como suporte para todos os segmentos das pesquisas do Inpa e de outras instituições nacionais e internacionais. Por ser uma reserva típica de mata terra firme, vem sofrendo ultimamente, uma grande pressão antrópica devido o seu contato com a mancha urbana de Manaus. Para garantir a proteção da áreas a de toda a biodiversidade existente, evolui o projeto que esta transformando a área no "Jardim Botânico de Manaus" e, quando for concluído, será o maior do mundo.

 Jardim Botânico Adolpho Ducke


OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Jardim temático das palmeiras

O JB de Manaus foi criado em 2000, e está situado em 500 hectares de floresta primária de terra firme, na borda da Reserva Florestal Adolpho Ducke, zona leste de Manaus. Ele é administrado por meio de uma parceria entre o INPA (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia), a Prefeitura de Manaus e o MUSA (Museu da Amazônia), além de contar com o apoio do CNPq, da FAPEAM, entre outras instituições.

imagem1.jpg
Heliconias da Amazônia

O JB de Manaus possui um acervo vivo de plantas distribuídas ao longo de mais de 3 km de trilhas, uma biblioteca, um viveiro de mudas para doação, um anfiteatro, e no momento, um pavilhão de exposições educativas. Podem ainda ser visitados os jardins temáticos (Palmeiras, Aráceas, Helicônias), a trilha de Agroflorestas e o viveiro de Orquídeas e Bromélias. Em breve um lago artificial trará uma representação de macrófitas aquáticas da Amazônia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA  OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Trilha guiada
Viveiro de orquídeas e bromélias


Floração das orquídeas do viveiro do JB


Diversas espécies de Orquídeas em exposição no Jardim Botânico estão em floração. “Elas são de vários tamanhos, cores e formas, mas o período em que estão com as flores pode ser curto” explica a monitora Jéssica, responsável pelas pesquisas realizadas com as Orquídeas. “Por isso é bom aproveitar este período chuvoso para fazer a visita e descobrir a beleza das flores desse grupo de plantas, se não… só no ano que vem!” - A entrada é gratuita e o Jardim é aberto para visitação de terça a domingo. 


Venha visitar os moradores do Jardim Botânico

Diversos animais nativos da Amazônia vivem nas florestas do Jardim Botânico de Manaus. Às vezes eles fazem uma “visita” ao pátio do Jardim, momento que é aproveitado por todos os visitantes. “Hoje vimos uma preguiça e um camaleão, mas nas trilhas vemos macacos, sauins-de-coleira, e muitos tipos de lagartos” conta Pollyana, nova guia das trilhas do Jardim.

Além dos animais livres, o JB de Manaus tem aquários de peixes amazônicos e viveiros de plantas típicas da região. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar!

Às Estrelas


The Most Astounding Fact
O Fato Mais Importante (Legendado)

PET



Medicamentos - Descarte Consciente


Google Street View - Dados cartográficos

A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.