domingo, 28 de agosto de 2011

Google Street View - As primeiras fotografias do Rio Negro, já estão disponíveis

Street View Goes to the Amazon



Click the above album for more photos of our team's work in the Amazon, and the communities with which they're working.


A maior floresta tropical do mundo, a Amazónia, vai poder ser descoberta a partir de casa. O Google Street View chegou ao noroeste do Brasil e as primeiras fotografias, do Rio Negro, já estãodisponíveis online. Os promotores do projecto querem que as imagens panorâmicas destes lugares remotos sirvam de alerta para os perigos da desflorestação.

A ideia surgiu em Copenhaga, há dois anos, quando o superintendente da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgilio Vianna, conheceu dois executivos do Google durante um debate sobre alterações climáticas. “Propus a ideia e foi imediatamente aprovada. Dois anos depois, estamos aqui”, diz Virgilio Vianna, citado pela BBC.

Aqui é a Reserva Florestal do Rio Negro, paragem inaugural, para testar o equipamento do Google Street View em cima de um barco. É a primeira vez que é usado para fotografar panorâmicas com centro na água. E aqui é também a comunidade de Tumbira, a duas horas de Manaus, capital estadual.

A equipa do Google que está no Brasil – para treinar funcionários da FAS e alguns nativos, que serão os responsáveis pelo grosso do trabalho – convocou uma reunião em Tumbira para revelar aos seus habitantes o propósito do projecto, que registará o quotidiano desta comunidade, tal como já aconteceu em Nova Iorque, Londres ou Lisboa.

“O que queremos é que estas pessoas mostrem a floresta e as suas comunidades do seu ponto de vista”, nota Virgilio Vianna. “É muito importante mostrar o ambiente e o modo de vida da população nativa, mas também sensibilizar o mundo para os desafios das alterações climáticas, da desflorestação e do combate à pobreza”, sublinha.

A FAS, organização não-govermental criada para promover a preservação da biodiversidade no Amazonas, quer sobretudo que estas fotografias sirvam para relevar as consequências das atuais políticas globais para o ambiente, com destaque para os efeitos da desflorestação na paisagem.

Ao nível técnico, este projeto é também um desafio para o Google. Além das fotografias feitas a navegar no Rio Negro e no Rio Amazonas (o segundo mais extenso do planeta), há ainda a floresta e a troca dos automóveis por um tripé com rodas para passear o equipamento pelas comunidades locais.

“Tudo aqui é muito diferente. Estamos acostumados a fazer imagens de lugares que têm endereços formais, o que não é o caso destas comunidades, e muito menos dos rios e da floresta”, observa Tuxen-Bettmen, do Google. O resultado final poderá depois ser visto no Google Maps e no Google Earth, com fotografias de alta definição de uma das regiões menos acessíveis do planeta.

A maior floresta tropical do mundo, a Amazônia, vai poder ser descoberta a partir de casa. O Google Street View chegou ao noroeste do Brasil e as primeiras fotografias, do Rio Negro, já estão disponíveis online. Os promotores do projeto querem que as imagens panorâmicas destes lugares remotos sirvam de alerta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar!

Às Estrelas


The Most Astounding Fact
O Fato Mais Importante (Legendado)

PET



Medicamentos - Descarte Consciente


Google Street View - Dados cartográficos

A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.