sábado, 18 de fevereiro de 2012

Atividade de ecoturismo cresce no manguezal de Guapimirim

Rio Guapimirim é destino de ecoturismo

O ecoturismo em área de mangue começa a ganhar cada vez mais espaço e curiosos. Em Guapimirim, no Rio de Janeiro, a cooperativa de pescadores Manguezal Fluminense trabalha em parceria com a sede da Área de Preservação Ambiental (APA) do município para organizar as visitas e levar os turistas para conhecer o ecossistema. Os passeios variam de acordo com a vontade de cada grupo, mas podem chegar até a ilha de Paquetá, também na Baía de Guanabara.

De acordo com o presidente da Cooperativa Manguezal Fluminense, Cláudio Mendonça da Silva, os cooperados fizeram cursos de ecoturismo e exercem a função de guias. Segundo Silva, alunos de biologia, geologia e pesquisadores são o público principal da atividade. “A procura do ecoturismo pelas faculdades é grande. Isso aqui é a aula prática deles”, afirma o presidente.


Alaido Malafaia é um dos pescadores que leva grupos ao manguezal. O pescador diz que o percurso feito com os estudantes é basicamente o mesmo: do fundo da baía até o manguezal. Malafaia conta que quando os grupos são maiores, faz até almoço no barco. “Pego o peixe na hora e sirvo aos turistas”, diz.

Para o professor titular do Departamento de Geologia da Universidade Federal Fluminense (UFF) Alberto Figueiredo, o trabalho dos pescadores como guias é fundamental, pois não há orientação equivalente. Figueiredo afirma que eles sabem onde a navegação é boa e conhecem a profundidade de cada local, além dos horários de trocas de maré. “Eles conhecem cada trecho daquele labirinto, são os verdadeiros GPSs”, brinca o professor.

 O professor explica que desenvolve uma pesquisa sobre o grau de salinidade das águas em área de manguezal e como a retirada de água doce dos rios pode danificar o mangue. “Frequentar o mangue é importante para que possamos estudar o ambiente de modo que a fauna e flora desse meio não sejam prejudicadas com a retirada de água do rio”, ressalta. De acordo com o professor, o manguezal é uma importante fonte de nutrientes para plantas e animais do meio. O ambiente é também o habitat natural de espécies como capivaras e jacarés.


Estudantes da UFF durante visita ao manguezal

Malafaia afirma que tenta passar o que aprendeu aos turistas e amigos da comunidade. “Hoje não tenho coragem de jogar uma sacola plástica no rio ou no chão, e quando vejo alguém fazendo isso, chamo a atenção”, reforça. As atividades de ecoturismo podem ser agendadas diretamente com os pescadores da cooperativa, ou pela APA de Guapimirim. Segundo Malafaia, o trabalho socioambiental desenvolvido pela cooperativa foi o divisor de águas. “A gente aprendeu a ver de forma diferente o mangue, com carinho e consciência”, diz o pescador.


APA de Guapimirim
BR 493 Km 12,8 - Guapimirim/RJ CEP: 25940-000
Telefone: (021) 2633-0079 / (21) 3630-5896

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar!

Às Estrelas


The Most Astounding Fact
O Fato Mais Importante (Legendado)

PET



Medicamentos - Descarte Consciente


Google Street View - Dados cartográficos

A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.