quinta-feira, 19 de julho de 2012

Estrutura para cientistas da Floresta Amazônica é o projeto vencedor do Prêmio Foster + Partners



Estudante propôs a implantação de residências e 
laboratórios no topo das árvores por meio de sistema ultraleve


O escritório Foster + Partners anunciou o projeto vencedor de seu prêmio, promovido em parceria com a Architecture Association School. A estudante Yvonne Weng foi a ganhadora, com o projeto "The 6th Layer - Explorativa Canopy Trail", que são estruturas para cientistas morar no topo de árvores da Floresta Amazônica.


O projeto consiste em um sistema arquitetônico ultraleve, autossustentável e facilmente implantado no topo das árvores da floresta brasileira. Os laboratórios ficariam dentro de estruturas suspensas que podem ser levadas ao chão quando necessário, enquanto outro conjunto de estruturas abrigaria os alojamentos.


Uma rede de fibras sintéticas suportadas por aço ofereceria cobertura em cima das árvores, ao mesmo tempo em que segurariam as estruturas suspensas no lugar. De acordo com a estudante, o projeto foca na exploração científica e colheita de plantas medicinais, oferecendo um uso alternativo ao desmatamento.


Outros seis projetos, ao lado do vencedor, serão expostos em outubro no estúdio da Foster + Partners, localizado em Londres.




Aline Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar!

Às Estrelas


The Most Astounding Fact
O Fato Mais Importante (Legendado)

PET



Medicamentos - Descarte Consciente


Google Street View - Dados cartográficos

A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.