quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Trutas vão desaparecer da Península Ibérica até ao final do século



Investigadores estudaram as populações de trutas da Bacia do Ebro


Estudo da Universidade Complutense de Madrid publicado na «Global Change Biology»

Um estudo realizado por investigadores da Universidade Complutense de Madrid conclui que até ao final deste século a truta (Salmo trutta) pode estar extinta na Península Ibérica. Os motivos são os mesmos que ameaçam outras espécies: o aquecimento global, a contaminação e a sobrepesca.


No caso deste peixe, a principal causa é o aumento global das temperaturas que afeta especialmente a família dos Salmonidae, muito sensíveis às alterações pois necessitam de água fresca e limpa para viver. O estudo está publicado na «Global Change Biology».

As mudanças no habitat da truta serão drásticas, alertam os investigadores. Em 2040, o seu habitat estará reduzido a metade e antes do fim do século terá desaparecido completamente, e com ele as populações de truta.

Os cientistas analisaram o registro de temperatura de Navarra entre 1975 e 2007. A partir de um modelo matemático, calcularam a temperatura da água dos rios dessa região. A primeira autora do estudo, Ana Almodóvar, esclarece que desde 1986 que se registra um aumento acentuado e a tendência é para que a temperatura continue a subir.

A equipe também monitorizou populações de trutas em 12 rios da bacia do Ebro e observou que o aquecimento estava associado a uma diminuição das populações deste peixe. Mesmo no melhor dos cenários a situação da truta será um desastre, adverte a investigadora.

Os resultados podem ser extrapolados para outras regiões da Península Ibérica e mediterrânicas, como as penínsulas Itálica, Balcânica e Anatólica, pois estas zonas são muito vulneráveis às variações climáticas e à diminuição da quantidade de água.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar!

Às Estrelas


The Most Astounding Fact
O Fato Mais Importante (Legendado)

PET



Medicamentos - Descarte Consciente


Google Street View - Dados cartográficos

A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.