quarta-feira, 13 de junho de 2012

Insetos minúsculos viajam em gotas da chuva


Corpos muito pequenos e leves sobrevivem à água


Insetos são aglutinados pela gota e viajam com ela. Uma equipa de investigadores do Georgia Institute of Technology, nos Estados Unidos, descobriu que insetos muito pequenos, tal como mosquitos, sobrevivem à chuva por "andarem de carona" na borda das gotas de água, em vez de se deixar afundar. O estudo foi recentemente publicado na Proceedings of the National Academy of Science - PNAS.

A investigação revela-se essencialmente importante porque poderá ajudar os cientistas a projetar, no futuro, minúsculos robôs voadores impermeáveis. A reduzida massa corporal dos mosquitos, por exemplo, também lhes permite morder seres humanos ou outros seres sem serem detectados.

David Hu, líder do estudo, assegurou que pretende descobrir todas as capacidades e habilidades pertinentes aos pequenos insetos que os ajudam a sobreviver nestas condições. Por exemplo, ao morder, o mosquito injecta saliva, que contém um anti-coagulante, para evitar que as entradas por onde suga o sangue fiquem entupidas.





Para o estudo, a equipa de Hu *atingiu mosquitos voadores com gotas de água, duas a 50 vezes mais pesadas do que eles – e filmou o resultado. Cada gota tinha entre duas e 50 vezes o peso de um mosquito, que como não absorve a força, é aglutinado para dentro da gota e viaja com ela.

Quando um objeto em movimento colide contra outro, a interrupção repentina do movimento produz uma força destruidora. Por exemplo, quando um carro se desloca a 50 quilômetros por hora e atinge uma parede, ambos têm de absorver toda a energia do carro em movimento.

Corpos minúsculos e leves como o do mosquito provocam pouca ou praticamente nenhuma diminuição na velocidade da gota e, consequentemente, não absorve quase nada da sua energia. No entanto, tem de escapar ao casulo de água antes desta cair no chão, para não ficar esborrachado.

Os pêlos que cobrem o corpo do inseto são impermeáveis à água – o que lhes confere a habilidade de se separarem da gota de água antes desta atingir o solo.

*A partir de fotos feitas por uma câmera com disparo ultrarrápido, cientistas descobrem como mosquitos conseguem sobreviver ao impacto causado pela colisão com gotas de chuva. O vídeo foi cedido por um dos autores da pesquisa, o engenheiro mecânico David Hu, do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos Estados Unidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar!

Às Estrelas


The Most Astounding Fact
O Fato Mais Importante (Legendado)

PET



Medicamentos - Descarte Consciente


Google Street View - Dados cartográficos

A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.