sábado, 11 de junho de 2011

Dobreve Energia S.A prevê investimentos de R$2 bilhões em fontes renováveis de energia até 2014


Empresa habilitou seis projetos eólicos e quatro PCHs para o próximo leilão, totalizando 300MW em potência instalada 
A Dobreve Energia S.A (Desa) anunciou nesta terça-feira (31/05) que pretende investir R$2 bilhões na geração de energia por fontes renováveis até 2014. Segundo a empresa, os recursos serão destinados à projeção, construção e operação de parques eólicos e pequenas centrais hidrelétricas (PCH). No total, a companhia espera agregar 700MW em capacidade instalada no período. Hoje, a companhia possui ainda 47 empreendimentos em projeto ou em fase de desenvolvimento, que representam 1.600MW. 
Pelo ritmo de prospecção atual, a Desa prevê chegar a 2014 com um total de 2,6GW em carteira. 
Para os próximos leilões de energia, A-3 e de reserva, marcados para julho, a Desa habilitou quatro projetos de PCHs (100MW) e seis eólicos (200MW), totalizando 300MW. O diretor de engenharia e construção da companhia Jorge Murad Possebon Mussi, espera ver preços entre R$120 e R$130 por MWh para as usinas eólicas nos certames. “Abaixo disso o negócio fica inviável”, explica. 
Apesar da grande participação nessas licitações, o foco da empresa está nas negociações no mercado livre. “No Ambiente de Contratação Livre (ACL), os preços negociados são melhores. A estratégia é fechar varias carteiras menores, de dois ou três anos, que na somatória acabam amortizando o investimento e garantindo os lucros. Também estamos fechando contratos de longo prazo. Sabemos que há poucos, mas existem”, resume o presidente da Desa, Carlos Augusto Leite Brandão.
A companhia revela ainda que está trabalhando em pesquisas de projetos fotovoltaicos em parceria duas empresas americanas, mas evita entrar em detalhes sobre os projetos. 
PCH Novo Horizonte 
A Desa lembra também que a PCH Novo Horizonte já está produzindo energia desde a última quinta-feira (27/05) e que agora aguarda apenas o aval da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que deve sair esta semana, para colocar a planta em operação comercial. A usina está localizada no rio Capivari, na região dos municípios de Campina Grande do Sul e Bocaiúva do Sul (PR). 
Com potência instalada de 23MW e garantia física de 12,75MW médios, a planta recebeu R$140 milhões em investimentos. A usina trabalha com dois geradores tipo Francis eixo horizontal de 11,5MW cada. A PCH está conectada ao Sistema Interligado Nacional (SIN) por uma linha de transmissão de 52km e tensão de 138Kv, que é ligada à subestação Tunas 2, no Paraná.


Fonte: Jornal da Energia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar!

Às Estrelas


The Most Astounding Fact
O Fato Mais Importante (Legendado)

PET



Medicamentos - Descarte Consciente


Google Street View - Dados cartográficos

A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.