terça-feira, 19 de abril de 2011

A NASA divulgou mais imagens da seca na Amazônia


18/04/2011   -   Autor: Fabiano Ávila   -   Fonte: Instituto CarbonoBrasil/Mongabay


A Agência Espacial norte-americana (NASA) divulgou neste domingo (17) novas imagens de satélite da seca que afetou a região amazônica em 2010. Foi o segundo período de seca extrema em cinco anos.

As imagens fortalecem a sensação de que a seca do ano passado pode ter sido ainda mais severa do que a de 2005. Um novo estudo no Geophysical Research Letters, afirma que cerca de 2,5 milhões de quilômetros quadrados perderam seu tom “esverdeado” (greenness) no ano passado. Uma área cinco vezes maior do que a de 2005.

Cientistas estão preocupados que as secas na Amazônia sejam consequências das mudanças climáticas e que isso signifique que no futuro a floresta deixará de ser um absorvedor de carbono para se tornar um emissor, através da morte de suas árvores.

O Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) já alertou que o desmatamento e as queimadas, mais frequentes nos períodos de seca, podem transformar 40% da Amazônia em uma savana.
Imagem: Em vermelho as áreas que perderam mais “verde” durante a seca de 2010 / NASA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar!

Às Estrelas


The Most Astounding Fact
O Fato Mais Importante (Legendado)

PET



Medicamentos - Descarte Consciente


Google Street View - Dados cartográficos

A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.