sexta-feira, 5 de agosto de 2011

China lança programa de tarifas feed-in para incentivar energia solar


A China anunciou nesta segunda-feira (01) uma tarifa prêmio para projetos de energia fotovoltaica com o objetivo de incentivar a indústria e os investimentos no setor.

Os operadores da rede irão pagar 1,15 yuans (US$ 0,18) pelo quilowatt hora gerado de energia solar, informou a Comissão de Reforma e Desenvolvimento Nacional da China. Receberão esta tarifa os projetos aprovados antes de 1º de julho ou aqueles que forem colocados em operação até o final do ano. Os aprovados depois de 1º de julho receberão 1 yuan por quilowatt hora.

“A tarifa feed-in é muito mais alta que os preços oferecidos nos dois primeiros leilões feitos na China”, explica o analista da Bloogmberg New Energy Finance, Luo Lu. Em 2010 e 2009, o governo chinês realizou dois leilões no qual foram selecionados projetos com o fornecimento da menor tarifa para a rede. No último leilão as tarifas ficaram em torno de 0,73 a 0,99 yuan por quilowatt hora.

Lu afirma que, considerando os custos atuais, esta nova tarifa garante margens de lucro e incentiva mais companhias a participarem desta indústria. Com estas tarifa prêmio, os projetos solares poderão ter um retorno de investimento da ordem de 8%.


Fonte: Instituto Ideal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por participar!

Às Estrelas


The Most Astounding Fact
O Fato Mais Importante (Legendado)

PET



Medicamentos - Descarte Consciente


Google Street View - Dados cartográficos

A gigante de couro pode atingir dois metros de comprimento e pesar até 750 kg.